segunda-feira, 18 de novembro de 2013

CONSUMISMO EXAGERADO NA ADOLESCÊNCIA

Psicóloga Joselaine Garcia
Entrevista Jornal Diário Serrano  - Cruz Alta - RS


Entrevista, na íntegra, concedida ao Jornal Diário Serrano, Cruz Alta - RS, edição do dia 10 de novembro de 2013.


Vivemos em uma sociedade em que o convite ao consumo é muito grande, os adolescentes acabam sendo vítimas deste apelo, jovens tem uma necessidade de impressionar os outros e ainda há o fator da grande necessidade que o ser humano tem de aceitação, de pertença a um grupo e o ato de consumir seria uma forma de inserção social, ou seja, para vivenciar este sentimento de pertença, o jovem “precisa” adquirir roupas, tênis, celulares etc.

Não podemos ainda deixar de ressaltar, como uma das causas do consumo exagerado, o sentimento de culpabilidade por parte dos pais, ou seja, pais que muitas vezes trabalham o dia inteiro, tentam compensar essa  ausência e acabam cedendo aos desejos dos jovens ou compensando suas ausências com presentes, o que estimula o consumismo.
Destarte Falta de limite dos pais, maturidade emocional ainda em formação, necessidade de aceitação, são umas das principais causas do consumismo.

Como isso pode afetá-los no futuro?

As crianças e adolescentes são mais vulneráveis que os adultos, pois estão em pleno desenvolvimento assim sendo são alvos fáceis quando o assunto é consumo e, infelizmente, os jovens sofrem cada vez mais com as conseqüências relacionadas ao consumismo.
O consumo compulsivo, não rara às vezes,  afeta desde o equilíbrio emocional até o orçamento familiar, as compras descontroladas feitas por adolescentes podem estar, também, associadas ao consumo precoce de álcool e tabaco, abuso de drogas, ao início precoce da vida sexual, o desgaste das relações sociais, estresse e endividamento familiar (pois muitos pais não conseguem negar os desejos dos filhos), dentro outros.
Os pais devem controlar os gastos?

Sim, é função dos pais darem limites e impor regras, eles devem ser presentes na vida dos filhos.

Qual a melhor forma de fazer isso? Cortando a mesada ou conversando?

A função dos pais é ensinar os filhos a se relacionarem de outro modo, que não a atual, com o mundo de consumo, é preciso dialogar, impor limites bem como refletir sobre a própria atitude como consumidor, ou seja, os pais não devem se esquecer de ser um exemplo positivo para os filhos, quando o pai é consumista, tem possibilidade de ter um filho igualmente consumista. Se o pai planeja e investe naquilo que é essencial, consegue transmitir esses valores para o filho.
Proporcionar alternativas ao consumo, dando valor a outras atividades que não abranjam compras é uma boa alternativa.
Quando saber que o filho está virando um consumidor compulsivo?

Entende-se por consumismo o ato de gastar em produtos ou serviços, muitas vezes, sem controle e sem consciência.
A principal característica que difere o comprar por necessidade e o comprar compulsivo é a desvinculação entre o que se compra e o que é necessário.

Portanto é necessário que os pais fiquem atentos aos atos de consumo e reações dos filhos. Comportamentos de comprar freqüentes e desassociados da necessidade dos produtos, compra-se somente por prazer sem controle, coisas desnecessária e que muitas vezes não utiliza, são fortes indícios. Ressalto ainda que grande irritabilidade no caso da impossibilidade do consumo pode também ser um indicador.

JOSELAINE GARCIA
Psicóloga e Hipnóloga
CRP 07/18433 e SIAHC 1488
Pós Graduada em Docência Universitária
Hipnóloga credenciada ao Instituto Brasileiro de Hipnologia e
Membro da Sociedade Ibero-Americana de Hipnose Condicionativa
Consultório Psicológico em Cruz Alta - RS

_______________________
Prêmios recebidos

* Psicóloga Destaque Estadual, Prêmio Master Estadual 2013, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
* Psicóloga Destaque Mercosul, Prêmio Master Mercosul 2013, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Psicóloga Destaque Nacional, Prêmio Master Nacional Integrado 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
* Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, Conforme pesquisa da Empresa Exclusiva Pesquisas.
* Consultório de Psicologia destaque na Região Sul do Brasil(RS, PR, SC), Prêmio Master Sul Brasil 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Consultório de Psicologia destaque Estadual, Prêmio Master Estadual 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Psicóloga Destaque Estadual 2012, Troféu Master Estadual 2012, conforme pesquisa da Empresa Master Pesquisas.
Psicóloga Destaque Municipal 2012, no município de Cruz Alta/RS, Conforme pesquisa da empresa Ouro Pesquisa e Publicidade.
Psicóloga Destaque Municipal 2011, no município de Cruz Alta/RS, conforme pesquisa da Empresa Sul Pesquisas.